Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Qualificação e gestão são tema de discussão na FITA 2017
Início do conteúdo da página

Qualificação e gestão são tema de discussão na FITA 2017

  • Publicado: Sexta, 22 de Setembro de 2017, 17h58
  • Última atualização em Segunda, 06 de Novembro de 2017, 19h21
Leonardo Riul, Tete Bezerra e Adenauer Goes no debate

Leonardo Riul, Tete Bezerra e Adenauer Goes no debate

A qualificação e organização da gestão do turismo no Pará foi tema discutido por representantes do Ministério do Turismo (Mtur) presentes no III Fórum de Gestores Municipais, realizado na tarde desta quinta-feira (21), durante a programação da 8ª edição da Feira Internacional de Turismo da Amazônia (FITA). O encontro contou com a presença da secretária Nacional de Qualificação e Promoção, Tetê Bezerra, e do coordenador-geral de mapeamento e gestão territorial do Turismo, Leonardo Riul, ambos do Ministério, de dezenas de gestores municipais.

Para o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, a atividade turística acontece nos municípios. “O que nós conversamos hoje tem tudo a ver com o que é realizado nos seis pólos turísticos. O Mapa do Turismo Brasileiro é uma estratégia muito importante do MTur para aqueles que compreendem o turismo como atividade econômica, com capacidade de gerar renda e multiplicar a renda. É importante entender que são etapas que precisam ser cumpridas tanto pela gestão pública quanto pela iniciativa privada”, explicou ao destacar o Mapa como uma ferramenta essencial para o Programa de Regionalização do Turismo.

A secretária Nacional de Qualificação e Promoção do MTur, Tetê Bezerra, fez um destaque especial. “O município de Bragança, por exemplo, foi um dos escolhidos por nós este ano, que os levou a discutir efetivamente uma organização turística para receber um evento do porte do Festival Junino”, disse Tetê Bezerra também apresentou os itens que serão trabalhados pelo Plano Brasil + Turismo, como a transformação da Embratur em agência de promoção internacional e captação de recursos, a abertura de capital das empresas aéreas para melhoria da conectividade e acessibilidade do país, a cessão de áreas costeiras da União com potencial turístico para o MTur, fortalecimento do Mapa do Turismo Brasileiro, a modernização da Lei Geral do Turismo e qualificação do Turismo.

De acordo com Leonado Riul, o Mapa do Turismo Brasileiro chegou ao número histórico de regiões turísticos, já que a ideia é que os municípios cresçam de forma integrada. “Hoje temos 3.285 municípios. Um aumento de 51% em relação a 2016. O Pará teve o maior crescimento da região Norte. Saindo de 65 municípios em 2016 para 129 municípios este ano. Um aumento de quase 100%”, destacou.“Esses 129 municípios paraenses entenderam que o turismo é importante para o seu desenvolvimento”, concluiu Adenauer Góes. Além do êxito no Mapa, o Pará qualificou nos últimos 4 anos mais de 16 mil pessoas por meio da Setur em atividades ligadas diretamente e indiretamente ao turismo.


 

registrado em:
Fim do conteúdo da página